Causada por fungos, a micose é uma infecção que pode atingir a pele, unhas e couro cabeludo. Dependendo da área atingida, suas características costumam ser descamação da pele e irritação.

A propagação dos fungos que causam a micose acontece em ambientes quentes e úmidos. Quando os fungos se encontram em condições favoráveis aliados a baixa imunidade eles costumam se proliferar.

A micose é uma infecção contagiosa que pode ser transmitida pelo simples contato de pele entre duas pessoas. No entanto, alguns fatores de risco aumentam as chances de contrair a micose, como por exemplo o fato de ter uma doença autoimune, suor em excesso, andar descalço, trabalhar em locais quentes e úmidos, estar na menopausa, entre outros.

Tipos de micose

Os diferentes tipos de micose são classificados em dois grandes grupos, os superficiais e os profundos. No primeiro grupo estão aqueles fungos que se aproveitam das condições ambientais para se proliferar, como é o caso da frieira, conhecida também como pé de atleta, causada pelo fungo Tricophyton.

Semelhante à frieira, a micose de virilha também costuma aparecer com frequência devido a ambientes úmidos e quentes, como quando as pessoas utilizam de roupas muito apertadas, ou ainda em atletas ou pessoas obesas. Neste caso o fungo causador da infecção é o Tinea cruris.

Existem ainda a micose que afeta o couro cabeludo conhecida também como Tinea capitis, costuma provocar queda de cabelo, psoríase do couro cabeludo, dermatite atópica entre outros. Causada por diferentes fungos, essa micose pode ser tratada com certos tipos de shampoos ou loções com alcatrão ou que estejam associados a algum antifúngico.

Já as micoses profundas são aquelas que atingem pessoas que possuem alguma deficiência imunológica, como é o caso de pessoas com aids ou em tratamento contra o câncer. Neste caso é necessário extremo cuidado, pois esse tipo de micose pode provocar sérios danos aos órgãos internos levando até mesmo à morte.

Tratamento e prevenção da micose

O tratamento da micose é feito com antifúngicos receitados pelo médico e poderão ser em formato de creme, sprays ou esmaltes no caso das micoses de unha. No geral o tratamento completo costuma durar de um a dois meses, no entanto, alguns fungos são mais resistentes sendo necessário que o tratamento se prolongue por até um ano em conjunto de medicamentos como os comprimidos.

Para ficar longe das micoses, evite andar de pés descalços em locais úmidos como o banheiro de academias, clubes ou até mesmo na areia da praia caso ela seja frequentada por animais que podem vir a urinar nela. Jamais compartilhe toalhas e meias, e lembre-se de se secar muito bem após o banho, principalmente no meio dos dedos e nas dobras do corpo.

Evite utilizar o mesmo sapato por mais de dois dias seguidos, e esteja atento ao tipo de meia que costuma usar. As meias de algodão são as melhores, pois outros tecidos acabam acumulando suor e provocam um ambiente úmido que favorece as micoses.

E para finalizar, se você costuma frequentar manicures, fique alerta: confira se o material que ela utiliza (como os alicates de unha) são bem esterilizados, ou prefira levar seu próprio alicate.