A dermatite é uma inflamação da pele que causa irritação, coceira e muito desconforto. Ela pode estar presente no corpo, rosto e até mesmo no couro cabeludo, e o problema pode surgir em todas as idades.

Inúmeras pessoas são reféns da dermatite, doença que faz com que a pele fique ressecada e com aparência escamada. Existem diversos tipos de dermatite com as mais variadas causas, e para cada diagnóstico existe um tratamento. Além disso, muitos dos tipos de dermatite possuem sintomas bem parecidos, no entanto é importante ficar atento aos detalhes.

Atópica

A dermatite atópica é um dos tipos mais comuns de inflamação da pele, e infelizmente não há cura para o problema, mas pode ser controlada. Caracteriza-se por ser uma doença de predisposição genética e em bebês costuma aparecer nas regiões externas dos braços e pernas, enquanto que em crianças e adultos ocorre nos joelhos e cotovelos.

De contato

A dermatite de contato é classificada em dois tipos: irritativa e alérgica. Como o próprio nome sugere, essa dermatite se dá através do contato com objetos ou produtos que desenvolvem uma reação irritativa ou alérgica.

A principal diferença entre elas é que a dermatite irritativa é causada por substâncias ácidas ou alcalinas, já a alérgica surge após repetidas exposições a um produto ou substância. Exemplos do que pode desencadear essa dermatite são: cremes, perfumes, maquiagem, esmalte, produtos de limpeza, roupas e bijuterias.

Esfoliativa

Este tipo de dermatite conhecida também como eritrodermia é caracterizada por provocar descamação e vermelhidão por todo o corpo, e pode ser denominada como uma inflamação que envolve a renovação cutânea mais rápida que o normal.

Alguns remédios como as penicilinas, sulfamidas e os barbitúricos podem causar essa doença, e em alguns casos pode ser desencadeada devido a uma complicação de outras doenças da pele, como psoríase por exemplo.

Herpetiforme

A dermatite herpetiforme é caracterizada pelo surgimento de pequenas erupções cutâneas que evoluem para bolhas, muito semelhante à herpes, por isso leva esse nome, herpetiforme. No entanto, não há relação alguma entre as duas doenças.

Apesar de não se saber exatamente a causa, tem-se observado seu surgimento devido à uma reação do sistema imunológico associada à doença intestinal por sensibilidade ao glúten. O tratamento consiste na administração de alguns medicamentos juntamente com a eliminação do glúten da dieta, ou seja, alimentos que contenham farinha de trigo, cevada, aveia e centeio, como por exemplo pães, bolos, biscoitos, massas, entre outros.

Ocre

A dermatite ocre é caracterizada por manchas escuras na pele, geralmente em tons amarronzados ou arroxeados. A principal causa dessa doença é o acúmulo de sangue nas pernas e tornozelos, originada pela má circulação sanguínea.

Perioral

Este é um tipo de dermatite que geralmente aparece ao redor da boca e nariz e pode afetar pessoas de qualquer idade, mas em especial mulheres de 15 a 45 anos. A doença pode evoluir e afetar a área dos olhos, nesses casos é chamada então de dermatite periocular.

As causas dessa doença podem estar ligadas à alteração da microflora cutânea, imunidade e disfunções da barreira epidérmica.

Seborreica

A dermatite seborreica é uma das mais frequentes e costuma ocorrer nas regiões ricas em glândulas sebáceas, como por exemplo a área do rosto, tórax e couro cabeludo. A doença acomete principalmente homens, e sua característica principal é a escamação e vermelhidão na pele em algumas regiões da cabeça, como sobrancelhas, cantos do couro cabeludo e do nariz.

Vários fatores podem desencadear a dermatite seborreica, entre eles estão o estresse, excesso de oleosidade na pele e no couro cabeludo, alergias e a proliferação de um fungo conhecido como Malassezia sp.