Conhecidas por DSTs, as doenças sexualmente transmissíveis não escolhem raça, cor, gênero ou religião. Os sintomas podem variar entre homens e mulheres, e a maioria destas doenças possui tratamento e até mesmo cura. Veja a seguir algumas das principais doenças sexualmente transmissíveis e quais os seus sintomas.

Sífilis
Causada pela bactéria Treponema pallidum, a sífilis é uma infecção que possui diferentes estágios, e além de ser uma doença sexualmente transmissível, pode ser passada de mãe para filho durante a gestação.

Sintomas e tratamento
Os primeiros sintomas deverão aparecer em até 90 dias após o contágio, e o primeiro estágio da doença deverá ser sinalizado com o aparecimento de ferida avermelhada.
Em seu estágio secundário, pode ocorrer manchas pelo corpo, como por exemplo na palma das mãos e na planta dos pés.
No terceiro estágio os sintomas podem desaparecer, o que leva as pessoas acharem que a doença foi embora. No entanto, ela poderá se manifestar mais tarde de forma mais agressiva, sendo que, se não tratada, poderá apresentar lesões cutâneas, ósseas, cardiovasculares e neurológicas, e em alguns casos, poderá levar até a morte.

Gonorreia
Causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, a gonorreia é uma doença sexualmente transmissível que afeta tanto homens quanto mulheres. Sua forma de contágio poderá ser via penetração vaginal ou anal, via sexo oral ou ainda, passar de mãe para filho durante a gestação, podendo assim aumentar o risco de prematuridade. Em muitos casos, a gonorreia não apresenta sintomas, no entanto, é importante estar atento aos sinais.

Sintomas e tratamento
Nas mulheres a gonorreia se manifesta através de corrimento vaginal amarelado com mal odor, sangramento fora da época de menstruação, dor e ardência ao urinar e dor pélvica e abdominal. Nos homens, além da dor e ardência ao urinar, há dor ou inchaço em um dos testículos e secreção de pus pela uretra.
No bebê que contrai a doença da mãe, os sintomas se assemelham à conjuntivite, incluindo olhos vermelhos e inchaço das pálpebras.
A gonorreia costuma ter cura se tratada da forma correta, evitando assim que ela se manifeste em outras partes do corpo, como por exemplo pele, olhos e articulações. Quando não tratada, além de aumentar o risco de infecções e maior probabilidade de contrair o vírus HIV, mulheres correm o risco da infertilidade.

Herpes Genital
A herpes genital é causada pelo vírus da herpes simples (HSV), que pode ser do tipo 1 (HSV-1) ou tipo 2 (HSV-2). O tipo 1 é pode ser facilmente contraído ainda na infância por meio de contato com saliva infectada em situações como, ao receber um beijo de um parente ou amigo. Já o vírus HSV-2 geralmente é transmitido através de relação sexual sem uso de preservativos.

Sintomas e tratamento
No contágio pelo vírus HSV-1 os sintomas são feridas causadas nos lábios e no interior da boca, ou até mesmo infecções mais sérias, como por exemplo nos olhos e no revestimento do cérebro. Quando contaminado pelo vírus HSV-2, os primeiros indícios de ter contraído herpes podem se assemelhar aos sintomas da gripe, como por exemplo, mal-estar, febre e dores musculares.
Embora muitas pessoas não apresentem sintomas, os mais comuns são: dor ao urinar, coceira, bolhas e feridas genitais.
Uma vez que o vírus HSV é contraído, estará alojado para sempre no organismo, sendo assim, a herpes não tem cura. No entanto, existe tratamento para doença, o que possibilita impedir que ela cause complicações mais graves ao organismo.

HPV
O HPV é um vírus transmitido através de relação sexual sem uso de preservativos, mas que também pode ser contraído através da saliva ou de mãe para filho durante a gravidez. As lesões genitais causadas pelo HPV são de alto risco pois podem dar origem a tumores malignos, por isso é essencial a prevenção.

Sintomas e tratamento
O principal sintoma do HPV é o aparecimento de verrugas ou lesões na pele, que aparecem normalmente na região genital, mas pode se desenvolver em outras partes do corpo. Em muitos casos as lesões causadas pelo vírus não são visíveis a olho nu, aparecendo somente em exames como colposcopia, vulvoscopia e peniscopia.
Ainda não existe um tratamento com medicamento que elimine o vírus HPV, no entanto, em diversos casos o vírus é eliminado sem nem mesmo a pessoa saber que o contraiu.

HIV/AIDS
O HIV é o vírus causador da AIDS, que pode ser transmitida através de relação sexual sem uso de preservativo, por sangue contaminado, ou na gravidez passando de mãe para filho. A AIDS não tem cura, e seu contágio leva à perda progressiva da imunidade.

Sintomas e tratamento
Seus sintomas variam de acordo com o sistema imunológico de cada pessoa, e no geral, apresentam sinais semelhantes aos de várias outras viroses, como por exemplo, febre, dor de cabeça, dores musculares e na garganta, e diarreia.
Quando em estágio avançado, costumam aparecer doenças que ficam mais propensas com a baixa imunidade, como por exemplo, tuberculose, candidíase, meningite e pneumonia.
Apesar de não ter cura, a doença tem tratamento, e este é feito por meio de coquetéis que prolongam a vida da pessoa infectada. No Brasil, todos os medicamentos são distribuídos pelo SUS que garante tratamento para todas as pessoas que vivem com HIV.