A poliomielite, também conhecida por pólio ou paralisia infantil, é uma doença infecciosa viral aguda a qual não existe cura, sendo a vacinação a única forma de prevenção, e por esse motivo é tão importante lembrar a importância do combate à esta doença.

A data escolhida para celebrar o Dia Mundial de Combate à Pólio é a mesma data em que nasceu Jonas Salk, líder da primeira equipe que desenvolveu a vacina contra a poliomielite. A vacina foi desenvolvida na década de 1950, e desde que se deu início à sua utilização até o ano de 1988 foi possível reduzir 99,9% dos casos da doença pelo mundo.

A pólio é uma doença que pode ser transmitida de pessoa a pessoa, principalmente pela via fecal-oral e consiste em uma inflamação na medula espinhal, afetando principalmente crianças menores de cinco anos de idade. Desde os anos 90 não há registros de pólio no Brasil, sendo que atualmente a doença continua endêmica em apenas três países, sendo eles o Paquistão, Afeganistão e Nigéria.

Em diversos países, inclusive no Brasil, são realizados eventos ou atividades em comemoração ao Dia Mundial de Combate à Pólio. Essas ações são de extrema importância pois incentivam e aumentam a conscientização em relação à erradicação da poliomielite, bem como ajudam a obter o apoio necessário por parte de organizações e órgãos governamentais.